domingo, maio 07, 2006

Mãe...

“O dia é de tédio e eu procuro meios e modos de fugir dele, de voltar-me para mim mesmo e examinar-me. Não posso e sofro. Arrependo-me de tudo, de não ter sido outro, de não seguir os caminhos batidos e esperar que tivesse sucesso, onde todos os outros fracassaram.”
Graciliano Ramos

Neste espaço de recolhimento obrigatório, o nosso pior inimigo é o tempo. Horas e dias a fio que a maioria dos reclusos não distingue nem importa. As preocupações são nenhumas que o próprio sistema ajuda a fomentar.
Tenho a sorte da curiosidade comigo; uma biblioteca antiga e gasta que me permite ultrapassar os dias que passam a fio e devagar, enriquecendo pensamentos de bolsos vazios. Devo-to a ti.
Depois transfiro os resultados neste espaço. Apenas recortados pelo ressonar do companheiro desta diminuta cela fria e a lembrança de te pedir desculpa, Mãe.


Powered by Castpost

7 Comments:

Anonymous Anónimo said...

This site is one of the best I have ever seen, wish I had one like this.
»

4:19 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Hmm I love the idea behind this website, very unique.
»

9:53 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

I find some information here.

1:15 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Your website has a useful information for beginners like me.
»

2:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Hmm I love the idea behind this website, very unique.
»

7:21 da tarde  
Blogger Cruzeiro said...

Nunca é tarde para arrependimento, nem para pedir desculpa...a única coisa que nos tira o tempo para tudo é a morte, até lá, estamos sempre a tempo...

9:44 da tarde  
Anonymous lyra said...

e viver é recomeçar, recomeçar, recomeçar...

1:06 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home