segunda-feira, setembro 11, 2006

Impacto!



Passados que foram cinco anos sobre, dizem, um dos maiores atentados da História, não me comovem as imagens (já vi bem piores) nem os argumentos que a alegada vítima – leia-se United States of America - declama.
No rumo da tal História, variados são os exemplos de outros atentados que nos foram dados ver, então perpetrado pelos agora reclamantes.

Num país onde as oportunidades, dizem, são iguais, parece-me obsceno a tentativa do branqueamento da acção de Legítima Defesa consagrada nos cânones de Direito que tanto defendem. Dizem eles.
Tal defesa é-nos familiar porque nos recorremos dela para justificar, ou tentar atenuar, as acusações que estão inseridas no nosso próprio processo. Para além de outras, claro. E os nossos advogados sabem disso.

Geralmente, uma agressão é a réplica a uma outra. Fundamentada/justificada ou não, seria outra conversa. Temos por aqui vários honrados cidadãos que se viram envolvidos por reagirem a atentados e usaram de legítima defesa para salvaguardar bens e pessoas. No entanto, estão condenados.

Claro que ninguém no seu perfeito juízo se alegra com a morte de gente inocente, mas estamos a falar sobre interesses económicos e políticos que a administração norte-americana adoptou. Isto faz lembrar-me de em criança ter sempre ouvido dizer que “Quem vai à guerra, dá e leva”. E este leva-me a outro de origem chinesa e reza mais ou menos assim em livre tradução: “Quando matares uma formiga, certifica-te se está morta. Porque pode um dia transformar-se em tigre”.

Traduzindo toda esta situação, retenho que a ideia com que fiquei desde o início é a de que eles estavam a pedi-las!

4 Comments:

Blogger aldina said...

Eu também concordo que eles estavam a pedi-las, o grave erro e fraqueza é dar-lhes sempre o que eles querem.

Até sempre!

2:55 da manhã  
Blogger Tânia said...

Estou cansada deste tema! Confesso que vim espreitar, dizer olá até. Depois de ver a imagem já não me apeteceu ler - num outro dia, mês, ano, talvez. Mas fica o olá que me trouxe cá!

11:05 da tarde  
Blogger hollygang said...

Tenho completa empatia por esta opinião. Não se merece o terrorismo, mas quem semeia ventos colhe tempestades. E há muito horrores no mundo, bem piores do que estes, que não são documentados porque não se passaram em NY. Também não suporto americanismos.

11:18 da tarde  
Anonymous Petra said...

Este assunto tem muito que se lhe diga !!

http://video.google.com/videoplay?docid=7866929448192753501

No link acima referido, Loose Change, encontra-se muito bem fundamentada a teoria da conspiração, na qual acredito piamente. Um documentário que não tem como principal finalidade culpar os americanos, mas sim mostrar as evidências. A soberania americana no seu plano mais obscuro. Aconselho a quem tenha dúvidas de quem realmente foi o culpado dos atentados.

10:06 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home