segunda-feira, agosto 20, 2007



Desde miúdo que tive sempre a mania de escrever.
Escrevia nas casas de banho dos supermercados, nos bancos de jardim, nos cadernos das gajas da escola. E nunca fui preso por isso. Agora na prisa, temos um jornal de parede onde relatamos experiências, opiniões e muitos disparates. Todavia, neste Agosto em que se comemora mais um aniversário do dito cujo, tivemos uma colaboração suplementar: a dos nossos visitantes que nos reportaram em papel timbrado (Word) preciosos textos que já estão na parede para gáudio de quem nunca acreditou que a regeneração também se pode fazer pela escrita.

A todos eles agradecemos:
* Eduardo
* Elipse
* Maria
* A já saudosa Nela Cintra
* Peciscas
* Saddam
* Joana Lopes
* Py
* Susana
* Ana M.
* A miúda Thita

10 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Manda sempre, Zé.

saddam, o dos fados

11:16 da manhã  
Blogger helena said...

Ol� Z�
Cheguei at� aqui, via Peciscas.
Felizmente que as restri�es que vos s�o impostas n�o incluem a possibilidade de criarem um blog e de escreverem.
N�o sei se alguma vez os textos s�o censurados. Oxal� n�o!

Li os teus textos desde o primeiro e felicito-te pelas tem�ticas dos mesmos.Com eles acordas consci�ncias, tentas abrir os olhos a quem anda "distra�do"( � muito c�modo, n�o �?)e revelas um mundo que muita gente desconhece ou pretende ignorar. Ignorar que homens e mulheres presos, a quem roubam a liberdade por motivos mais ou menos justos, s�o pessoas . Pessoas a quem n�o conseguem roubar os sentimentos e as emo�es.
Viu-se a forma sens�vel como lidaste com a recente perda do nosso amigo Eduardo. As palavras de apoio que lhe dirigiste ficam-lhe na mem�ria e no cora�o.

O teu blog � excelente! Considero-o mesmo um servi�o p�blico muito importante.
Um abra�o
p.s. mas que coisa, a codificação está marada! Mas percebe-se (creio eu)

9:29 da manhã  
Blogger mariazinha said...

Os motivos que levam cada um a escrever (n)um blog podem variar... mas escrever é em si sempre uma catarse.
Gosto de vos ler.
Beijos

12:35 da tarde  
Anonymous Rui Curado da Silva said...

Um abraço!

1:04 da manhã  
Blogger peciscas said...

Não tens nada que agradecer.
Foi um prazer colaborar no vosso jornal.
Sempre ais dispor!

6:52 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

abraços para vocês, e agora que vem ai o Outono preparar para estudar e escrever, ou pintar, fica a satisfação de uma coisa feita, que é também o que eu vou fazer neste meu 'exílio' forçado

py

1:18 da tarde  
Blogger Elipse said...

compreendo o teu gosto pelas palavras. é uma coisa que vem no sangue, acho eu!
Junta-se a isso o prazer de criar.
E o prazer de estar perto.

8:20 da tarde  
Blogger MANDALAS POEMAS said...

Hola, cordial saludo. Desde Barranquilla, Colombia, te envío un fuerte abrazo y mis felicitaciones por tu blog y en especial por su contenido. Te invito muy cordialmente a que visites el mio donde están consignados mis poemas. Estos poemas los puedes utilizar si lo estimas conveniente. Igualmente, si puedes, recomienda mi blog con tus amigos y contactos. Espero tu visita y tus valiosos comentarios.

www.mandalaspoemas.blogspot.com

Con afecto,

Víctor González Solano

7:03 da tarde  
Blogger Aldina Duarte said...

Só de pensar que não há muito tempo ainda se era preso por ter "a mania de escrever"... Parabéns e obrigada por nos lembrar que podemos sempre ajudar a criar um mundo melhor!

Até sempre

4:28 da tarde  
Blogger A. João Soares said...

Que bela experiência e bom exemplo! Saber tirar o melhor de uma situação desagradável é sinal de grande personalidade. A cultura através da escrita em porosa ou verso, da pintura do desenho, etc. é forma positiva de empregar o tempo e de preparar um futuro digno e risonho.
Parabéns e força para continuar e contagiar toda a gente, cada um com os seus dotes.
Abraços

6:45 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home