terça-feira, julho 24, 2007

Férias



Para além do Natal de família, e da própria liberdade claro, são as férias dos outros que nos fazem mergulhar na auto-crítica e abraçar o arrependimento. Falamos da população reclusa portuguesa que andará à volta dos 42% pela última estatística a que tivemos acesso.

Como portugueses que somos, somos desenrascados e minimizamos os estragos que essa angústia provoca. Do tanque fazemos uma piscina e andamos de calções e descalços como o faríamos numa praia de Miami. Nem sempre são permitidos churrascos mas, ainda assim, quando os há, convidamos os vizinhos das celas adjacentes como se vivêssemos em Beverly Hills e a coisa ultrapassa-se com o nosso grupo musical Tass Bem a fantasiar como se estivéssemos no Festival de Paredes de Coura.

Por isso, nós os condenados por delitos menos graves, fazemos do mês de Agosto o nosso mês de férias. Discutimos o estado da nação, congratulamo-nos com os resultados obtidos na escola pelas nossas crianças (deles, que eu não as tenho) e realizamos eventos onde a escrita, o desporto e outras artes lúdicas têm o seu próprio espaço.
Este ano acontece que fomos um pouco mais longe com esta oportunidade que as novas tecnologias facilitam. Temos recebido inúmeros mails com textos que vão enriquecer o nosso Jornal de parede e agradecemos a todos a partilha.

Pessoalmente, não quer dizer que sejam umas férias de luxo. No entanto, sempre dá para desanuviar as saudades que um gajo tem de uma bejeca bem fresquinha, de uns mergulhos na Praia da Rocha, e na visão que os corpos escaldantes e bronzeados das gajas boas me fazem recordar.
Mas tá quase. Posteriormente a este mês de Agosto, talvez o próximo consiga aproveitá-lo de outra forma. Uma forma mais real. Vai depender do meu advogado e da abertura que o novo Código de Processo Penal possa me incluir.

Entretanto, vou-vos vendo por aí.

9 Comments:

Blogger Aldina Duarte said...

Do sonho à realidade é bom ter umas férias imaginárias, sempre :-)

Até sempre

2:06 da tarde  
Blogger peciscas said...

Aproveita, o melhor que puderes, essas férias, ainda que, por enquanto, mais simbólicas do que reais.
E fico a torcer, vivamente, para que, em Agosto de 2008 elas já possam ser vividas com os tais mergulhos e as tais cervejolas.
Nós, por aqui, vamos acompanhando.

5:32 da tarde  
Blogger Elipse said...

"dentro" ou "fora"... a tendência de cada um é para achar que o outro é que tem sorte e ao outro é que corre sempre tudo bem...
mesmo "fora" há muita gente presa na sua própria pele e mesmo em férias há muita gente que não é livre.
Conversa da treta, esta... eu sei!, é fácil falar cá de "fora"...

Ainda assim a tua (vossa) mensagem, neste texto, é de esperança. Agarremo-nos, pois, a essa esperança.

9:43 da tarde  
Blogger belakbrilha said...

Boas férias, mesmo que sejam imaginárias, porque existem pessoas que poderiam ter férias e não as tem, nem imaginárias, porque o sonho...ACABOU!

2:26 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ó companheiro, no trajecto político que este governo está a ter com a malta cá de fora, estou convencido que ainda vou cometer um disparate para poder partilhar as vossas férias, hehe...

Mesmo imaginárias, devem ser melhores que as minhas.

saddam, o dos fados

12:33 da tarde  
Blogger claire said...

Olá Zé,passo por ca de quando em quanto,embrulho-me desajeitadamente nas palavras e acabo saindo sem deixar comentário.um abraço.

11:18 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

boas :-)))

z

11:32 da tarde  
Blogger JoanaLopes said...

No corredor da entrada deste mundo tem um cartaz que diz "Não é preciso ser-se louco para viver aqui mas ajuda muito!" Bem na entrada do meu mundo tem um postite que lembra que mais triste que o meu sorriso é a tristeza de nao saber sorrir. Zé no teu mundo pinta telas, cria letras faz melodias das férias que só tu podes viver. E se alguém tentar entrar sabes que a entrada podes barrar.
O tempo, a culpa, as férias não existem somos nós inventamos. Inventa as tuas

4:24 da manhã  
Blogger Paula Raposo said...

Eu espero que sim. Que tu e outros possam gozar as próximas férias cá deste lado. E que tudo vos corra bem.

5:08 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home