quinta-feira, junho 21, 2007



“Existe dois tipos de pessoas que são absolutamente fascinantes: as que sabem absolutamente tudo, e as que não sabem absolutamente nada”

Oscar Fingal O’Flahertie Wills Wilde


Desde que esta experiência na Internet em Maio do ano passado, depois de um rápido curso de informática no EPL, nos possibilitou mais-valias no campo da Educação e Ensino, apraz-me escrever que aumentámos o número de interessados em desenvolverem esforços para se tornarem melhor qualificados.

Este desenvolvimento fez com que se alterassem algumas regras rígidas para tratamentos especiais. É o caso de A, B. e C., que estiveram em exames esta semana em duas Faculdades de Lisboa. Economia Política, Psicologia e Gestão de Empresas, são as escolhas que estes gajos perfilharam para poderem ter acesso ao Ensino Superior com acompanhamento interno. Mais. Belas Artes e Língua Portuguesa também constam da escolha de mais quatro tipos malparecidos que passaram a frequentar o Ensino Básico do nosso Palacete.

Isto para não falar na tentativa de nos tornarmos parceiros no projecto ‘Visiting In Prision’ (VIP) que envolve cadeias da Alemanha, Dinamarca, Espanha, Finlândia, Itália, Polónia, Portugal e Reino Unido, e que está a ser testado no Estabelecimento Prisional de Braga, ou sermos aprovados no Processo de Bolonha.
Mas para isso teríamos que contar com um esforço enorme do Governo e na vontade política de alguns Berardos que temo possam não existir no sistema prisional português.

De qualquer forma, é um sinal gratificante a evolução do nosso “Cavalo de Tróia”: o de fazer com que não nos votem ao ostracismo e possamos reintegrar na sociedade o maior número destes fulanos que se portaram mal mas a quem podem dar a chance de refazerem o futuro. Quer um exemplo?

2 Comments:

Anonymous Rodrigo said...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Até mais.

5:07 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Por acaso, e só por acaso, gosto de coisas fascinantes. Tal como o sucesso que a malta criada na rua e nas prisões, possam alcançar.
Coisas bairristas, não ligues.

Força, Zé!
Porque tenho cá um palpite que tu és um das três primeiras letras do alfabeto, hehe...

saddam, o dos fados

6:22 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home