sexta-feira, julho 13, 2007

Jornal de parede



Enquanto esperamos resultados da Lei da Atracção, e se vai descobrindo que, afinal, há mais gente ilustre e pública com telhados de vidro e o drama autárquico se vai arrastando, pensámos em seduzir madrinhas e padrinhos de reclusos. A coisa é fácil de adoptar tendo em vista que daqui ninguém lhes irá fazer mal.

A ideia consiste em elaborarmos mais um aniversário do nosso Jornal de parede com textos sobre assuntos que são do agrado de quem o tem feito neste últimos anos de reclusão. E temos alguns tipos que quem os visse ou ouvisse não os levava presos.
Trata-se, a meu ver, de uma medida pedagógica de elevado grau de sensibilidade social – sim, porque nem todos os que aqui moram, andam armados em parvos e aos tiros e às facadas às pessoas – que proporcionaria outra visão de ver as coisas.

Como se pode perceber, não vou obrigar nesta sexta-feira 13 o “Marmitas” a ler Liev Tolstói ou a ouvir a ópera Des Teufels Lustschloss de Franz Schubert, quando a vida dele foi sempre uma guerra constante onde Deus nunca existiu e que uma nota de música para ele é um calhau. Ou nunca me passaria pela mona acreditar que o “Moisés Maia” (um dos ciganos mais espirituais que já conheci) se pusesse aqui a tocar castanholas como se fosse o Paco de Lucia em versão light. Nada disso.

O que peço, é tão simplesmente que nos enviem, por gentileza, via e-mail clicando ali ao lado, um parecer (que a gente não paga em numerário como é moda corrente no Banco de Portugal e nos consultórios de advogados) sobre os assuntos que mais preocupam alguns dos voluntários do nosso Núcleo Duro que aderiram a esta iniciativa interna. Eu incluído. E passo a apresentá-los:

- Jaime “Canhoto” Silva; país, pobreza, fome.
- Joaquim “Negrão” de Angola; exclusão, racismo e África.
- Tony do Bairro Alto; curtir, futebol e fado.
- Zé “Prisas” Amaral; amor, ódio, paixão.
- Victor “Seringas” Pais; sida, doença, cura.
- Rafa “Verde e Amarelo”; favelas, meninos da rua e o futuro.

Não há pressa nem pedimos que se identifiquem. Mas em Agosto gostaríamos de ter afixado o que nos chegar para toda a gente ler o que se pensa aí por fora.
Talvez até, fazermos disso as nossas próprias Sete Maravilhas. Ou mais.

Ficaríamos gratos.

ps - só mais uma coisa; gostaríamos de ter a permissão de também publicar aqui. Pode ser?

12 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Não sou grande espingarda mas pode ser que me saia alguma coisa p'ró Jornal.

saddam, o dos fados

12:45 da tarde  
Blogger peciscas said...

Caro Zé: vou tentar!
Um destes dias vou ver se consigo alinhavar duas coisas.

6:30 da tarde  
Blogger JoanaLopes said...

ao ler os temas dos artigos, tenho alguma dificuldade em escolher um (todos me dizem muito). No entanto, gostaria de dizer que pode contar com a minha participação e em breve lhe enviarei algumas ideias soltas transpostas para palavras expondo assim a minha tese. desde já deixo também o apoio para a publicaçao neste fantástico blog

4:57 da manhã  
Blogger Pearl said...

Se me permitirem, também faço muito gosto em colaborar.

4:33 da tarde  
Blogger Pearl said...

Até quando seria conveniente entregar-se os "rascunhos"?

4:34 da tarde  
Blogger eduardo said...

Será com muito prazer, Zé.
Conta comigo.

9:35 da manhã  
Blogger Elipse said...

vai lá e escolhe, Zé.
entretanto prometo um texto a pretexto, depois de olhar melhor as solicitações, ali em cima.

e ainda... para uns momentos menos tensos... recomendo a leitura dos textos da Fausta Paixão. Vai lá!
(ela anda sem inspiração mas eu digo-lhe que os rapazes estão a precisar de animação)

www.homensonline.blogspot.com

2:48 da tarde  
Blogger Toze said...

Obrigado Zé pela inpiração que deste à Elipse para escrever um texto ao meu desafio :)

Um Abraço

9:32 da tarde  
Blogger peciscas said...

Já mandei uma coisita...

5:24 da tarde  
Blogger Elipse said...

eu também...

7:17 da tarde  
Blogger Zé "Prisas" Amaral said...

Já sabemos (rs)...
Só que estamos a elaborar a melhor forma de expor os textos que nos têm chegado.

Acho que este ano o nosso aniversário do Jornal de parede vai passar-se a chamar o Mural da Cidade reclusiva.

Vocês são todos cinco estrelas.

Gratos ficamos.

11:48 da tarde  
Blogger Fausta Paixão said...

bom trabalho pessoal.

chuack!!!!

12:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home