segunda-feira, janeiro 21, 2008

O preto no branco






"Sei que pareço um ladrão...
mas há muitos que eu conheço
que, sem parecer o que são,
são aquilo que eu pareço."

Como sempre, o nosso estimado companheiro e querido Amigo Zé esteve cá em mais um domingo que podia aproveitar para fazer coisas mais importantes, digo eu. De qualquer forma, é sempre uma mais-valia para que possamos andar na frente do que acontece para lá destes muros do Palacete e o gajo não abdica de nos acompanhar em tudo o que pode. Destes já não há, digo eu repetidamente as vezes que for preciso. (Ele agradece e retribui com um caloroso abraço a todos aqueles que lhe deixaram mensagens e palavras de apoio)

Agora vamos ao assunto.
O Correio da Manhã trouxe na primeira página um retrato-tipo do alegado raptor da pequena Madeleine McCann, certo? Sabe-se porventura quantos iguaizinhos temos por aqui espalhados nestas Alas e celas de aço requintado? Sete. Sem tirar nem acrescentar um cabelo que seja.

Tudo isto dá razão ao verso do António Aleixo que serviu de entrada e/ou aperitivo para este texto.
Agora acrescente-se o número de indivíduos nesta população residencial parecidos com políticos profissionais. Outros que se parecem com advogados a recibo verde. Muitos outros que imitam muito bem empresários de renome, futebolistas, banqueiros e vendedores da banha-da-cobra.

Querem mais?

Autarcas, polícias, Chefes-de-gabinete, Conselheiros de Estado, top-models, apresentadores de televisão e outra malta que está sempre nas revistas cor-de-rosa. Temos de tudo um pouco. Até rapaziada em alta que em tudo se assemelha com negócios-da-china e outros imobiliários paralelos. Mas convém escrever que, ao contrário do que se queira insinuar, e alegadamente fosse suposto que estaria tudo preso, não haveria Estabelecimentos Prisionais suficientes.

O que vale é que eu sou mesmo aquilo com que o Aleixo se parece. E mais não digo.

Bruno Miguel Martins

11 Comments:

Blogger peciscas said...

Olá Bruno!
Ainda bem que o Zé vai aparecendo.
Era de esperar que ele continuasse solidário convosco, pois é um tipo fixe.
De facto, esses retratos robot, valem o que valem. E podem desencadear situações complicadas. Como tu, também conheço gente que se adaptaria a esse retrato. O que pode gerar cenas de histeria persucutória que podem ter fins trágicos.
O grande Aleixo, apesar de analfabeto, sabia, numa simples quadra, dizer tudo!

6:26 da tarde  
Blogger rascunhos said...

5 estrelas !!!

12:21 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Bem escolhida a quadra do Aleixo. Certíssima. 'As aparências iludem', foi sempre o que ouvi dizer e mais tarde, com o passar dos anos, o que venho a confirmar diariamente. Ou 'nem tudo o que parece é'. Beijos para vocês.

11:28 da manhã  
Blogger Paula Raposo said...

E mais, desculpem lá, lembrei-me de repente ' o hábito não faz o monge'...

11:29 da manhã  
Blogger Odele Souza said...

Olá Bruno. Esta é mesmo uma grande verdade. "As aperências enganam"., o que de certa forma é assustador pois muitos podem pagar por aquilo que não fizeram. Já aqueles que fizeram e não mostram na aparência, vão transitando por aí, livres e soltos.
Muito bom o seu texto.
Um abraço.

4:02 da tarde  
Blogger peciscas said...

Tenho lá no Peciscas um texto que escrevi, em grande medida a pensar no pessoal que está aí.

7:12 da tarde  
Blogger Ru2x said...

Olá Bruno.Excelente a frase do Zé.
"Pior que não lutar é desistir"
Na reabilitação,na doença e na dor é uma verdade indiscutivel.Se na nossa luta conseguirmos salvar apenas uma pessoa que seja,teremos forças para continuar.Na Sida ou na Prisa,no hospital ou em casa,na alegria ou na tristeza,devemos continuar sempre a lutar.A nossa estatura como seres humanos está na intensidade com que nos entregamos à luta.
Um abraço e nunca desistas.

11:43 da manhã  
Anonymous Um Momento said...

Adorei!
E sim , imagino o elevado número de pessoas que se assemelham
( fisicamente) umas ás outras...
Gosto de por aqui passar e já agora... atira ai um beijinto ao Zé :)
Para ti um abraço caloroso e um beijo terno
Até já:)

(*)

8:00 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Que a Páscoa seja para todos o melhor possível! Um abraço meu.

10:27 da manhã  
Blogger Miguel Horta said...

Uso muito o António Aleixo quando trabalho em meio prisional, promovendo o livro e a leitura.

4:36 da tarde  
Blogger Miguel Horta said...

Uso muito o António Aleixo quando trabalho em meio prisional, promovendo o livro e a leitura.

4:36 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home