terça-feira, dezembro 19, 2006

2007 esperança


Foto EPL - sala de aulas

Li algures no Público que a Amnistia Internacional vai avaliar a situação nas prisões portuguesas em 2007. Pela primeira vez, informam de seguida. Também, e “de acordo com o presidente da estrutura nacional da Amnistia Internacional (AI), António Simões Monteiro, a estrutura de defesa dos direitos humanos vai analisar as condições das prisões e a legislação que rege o sistema prisional português, entre outros aspectos.” Muito bem! Pode ser desta que Aníbal Cavaco Silva inclua no seu Roteiro as prisões do país, pois a Casa Pia já lá mora.

Comparadas com as congéneres brasileiras e americanas, as nossas prisões são uma colónia balnear. Se terá a ver com o rigor e o método prisional português, não tenho dúvidas. No entanto, é muito mais verdade que os reclusos tugas possuem melhor índole de carácter e são menos violentos. Do ponto de vista sociológico, diria mais: temos melhor perfomance no arrependimento, adaptamo-nos melhor ao sistema e sabemos reconhecer imediatamente quando fazemos merda.

De tal forma, que o meu cavalo de batalha continua a ser a tal “avaliação” e análise da legislação que a AI vai realizar agora. Dava de barato que mais de vinte por cento desta malta que aqui mora, se tivessem algumas oportunidades básicas, como têm outras prisões no norte da Europa, eram imediatamente postos no olho da rua. Com justa causa.

E porquê? Porque só quem lida de perto com estes gajos sabe distinguir um serial killer de um bom mecânico, de um bom tipógrafo ou de um tipo que se esforça durante o ano a queimar pestanas.
Pode ser que António Simões Monteiro traga as pessoas certas aos lugares certos e comece a perceber do que estamos a falar.

2 Comments:

Blogger Grilinha said...

Tomara que 2007 seja um ano de mudança (para melhor).
Dizes que os portuguses são menos violentos e têm melhor índole de caracter.
Concordo contigo na afirmação e acrescento que essas caracteristicas fazem parte da nossa hereditariedade histórica e social.
Boas Festas

1:49 da manhã  
Blogger eduardo said...

E acredito piamente que sabes do que dizes, falas e escreves, Zé.

Só que cá p'ra mim os gajos com cadeiras estofadas em gabinetes com ar condicionado estão-se a cagar (desculpa o termo) par pegar o toiro pelos cornos.

Dê-se o benefício da dúvida.

12:48 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home