quinta-feira, outubro 05, 2006

O 5 de Outubro


Foto Diário Ateísta

Vai longe o tempo das cabeças coroadas, dos anéis, dos diamantes e rubis, da ostentação na mais fraca monarquia da Europa em 1910 que pariu uma não menos reles República como mais tarde se veio a comprovar.
Ávidos de saber, hoje, para além de termos rancho melhorado (porque é feriado), descobrimos que Universidades várias disponibilizam documentos e relatos históricos dos acontecimentos mais importantes da nossa História. E quase por acaso, fomos dar à Universidade do Minho que nos proporciona uma leitura agradável do que aconteceu há noventa e seis anos atrás.

Esta pequena introdução serve apenas para constatarmos que “o nosso 5 de Outubro” aconteceu quando a visão do nosso Director, homem íntegro, justo, e com uma capacidade modernizada do fenómeno prisional, nos facilitou o contacto virtual com uma realidade que vamos poder encontrar fora destas quatro paredes. Onde a cidadania participativa nos pode fazer voltar às nossas responsabilidades.

Ele será sempre o nosso António José de Almeida. Nós tentaremos sempre ser os anarco-sindicalistas e revoltosos das indústrias conserveiras em luta pela melhoria das condições presidiárias. Os que por aqui se vão ilustrando serão sempre os civis sargentos e praças que, incondicionalmente, nos dão apoio e razão de ser a esta experiência piloto no estabelecimento prisional mais virado p’rá frentex do país e acabar com o feudalismo das ideias.

O Eng.º Sócrates devia saber disto. O Dr. António Bernardes Costa também. E já que estamos com a mão na massa, uma referência ao assunto pelo Prof. Aníbal António Cavaco Silva, que das suas primordiais preocupações esta não consta, não seria descabida.
É que para além de nos sentirmos justamente penitenciados, ou não, desejaríamos de nos reabilitar mais cedo do que está previsto. Falta essa reforma que os herdeiros daquele 5 de Outubro, que Afonso Costa tinha previsto, não podem, nem devem, descurar.

Agora vamos hastear a bandeira que nos move e passar revista às tropas em parada.



Powered by Castpost

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Faço votos sinceros para que em todas as prisões deste país todos os reclusos possam ter acesso à internet (ou pelo menos um computador...) e, também possam ter um blog...Sim porque o "sol" quando nasce é (ou deveria ser...)para todos!A bem da justiça!
Força, não desista.Um dia virá...

11:58 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home