segunda-feira, outubro 02, 2006

Post reciclável

Homem que se preze não é equídeo! Nem besta-quadrada, irracional, besta ou cavalgadura. Muito menos asno ou jerico. E como “a pensar morreu um burro”, de regresso ao convívio de quem cá deixámos, damos com a linda figura de ficarmos com cara de parvos perante as pessoas que vieram por aqui neste espaço de tempo curto.

Tinha-nos bastado a simbólica referência que o Eduardo, o José, o Fadista e a Thita (já referidos num post aí p’ra baixo), nos tinham feito quando nos descobriram. Mais o Luís Gomes, o Py, a Raquel, a Ana e a Tânia, ou todos quantos nos acompanharam de princípio com palavras que memorizámos, e mais ainda daqueles que agora o nome não me ocorre.
Agora o Jumento (um blogue que calculamos de referência quase obrigatória) lixou-nos bem lixados.

Como se deve calcular, a maior parte de todos quantos aqui dormem obrigatoriamente, não sabem receber. Eu próprio vejo-me encalhado em certas e determinadas etiquetas sociais.
Por isso, não sei como retribuir a gentileza de toda esta rapaziada – homens e mulheres – que gastaram aqui um pouco do seu tempo e deixaram palavras de conforto e de carinho.

Alguém me pode explicar como se retribui este sentir pelos blogues?

8 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Bons ventos te tragam, Zé.
Primeiro que tudo, o post não deve ser reciclável. Garantem-me os anos que levo destas coisas de blogs, porque ainda não tinha visto um agradecimento mais simples do que o teu.
Sem caganços e outros salamaleques do chá-das-cinco.

Não tens que andar a correr seca-e-meca para retribuires o que quer que seja. Basta seres tu e os teus e contares como vais e a vida que levas.

O Jumento, tal como muitos de nós que referiste, fazem apenas o reconhecimento justo do que nos dás a conhecer.

Portanto, bola p'rá frente porque o teu Benfica, desta vez, já te alegrou.

Abraço para a rapaziada do
saddam, o dos fados
(ou Fadista, hehe... como me chamas)

2:16 da tarde  
Anonymous Raquel said...

O teu post é suficiente. Pelo menos para mim!!

2:59 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

entre sexta-feira e hoje, li o teu blog de uma ponta a outra. hoje sou um pouco diferente de quinta-feira.
tudo pelo melhor, é o que te desejo (porque há sempre um melhor e um pior, de uma qualquer situação).

5:30 da tarde  
Blogger olharomar said...

Ao ler o teu blog fiquei pressa e
sabes? Adoro as " liberdades"...
Sabes ? Podemos abafar os ruidos. Mas como podemos vingarnos do silêncio?
Continua a escrever...
Virei sempre ler o teu blog...
Bjs
Olharomar

10:17 da tarde  
Blogger MCP said...

Ser citado no Jumento é no que dá...
Mas acontece que o vosso blog é muito bom, de facto, com a vantagem de trazer testemunho de um lado mais negro da vida sem se dar ares de produção de Hollywood. Fico à espera de mais surpresas!

11:25 da tarde  
Blogger Jumento said...

Caro Amigo,

Daqui da janela, de onde vejo as torres do Palacete e ouço o íman a chamar à oração digo-he que não tem que agradecer, basta-me que mantenha vivo um dos melhores blogus portugueses, melhor na genuinidade, na escrita e em muitas das reflxões que faz.

Um abraço

11:03 da tarde  
Blogger RPM said...

Como dizia o filósofo Agostinho da Silva:

"Para expulsar o fel, mel mais doce que mel"...


Confesso que se um dia a blogosfera fechasse para obras quem se sentia amarrado era eu.

Dispôr hoje dum brinquedo destes e a custo zero só pode ser para uma coisa, ou melhor duas: pensar e escrever

Acabo de fazer 40 anos e dou-lhe os parabéns por este belo e produtivo espaço de experiência, reflexão e análise.

Futuramente poderá servir para muito, porque insondáveis são os mistérios do Senhor..

Um abraço
Macroscópio
RPM

1:08 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

agora ando a brincar aos galegos no Aspirina B, então:

unha aperta! :)))

py

11:34 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home